Comparativo

icon-bg03 O estudo de “Pesquisa Home Office Brasil 2015” tem previsão para divulgação em Dezembro de 2015 e contará com um maior cenário de empresas convidadas, bem como aprofundamento de diversos temas abordados na pesquisa de 2014. Veja abaixo o comparativo dos cenários:

Perfil de Participantes

2014
  • 500 empresas convidadas
  • Profissionais não foram convidados
  • Público-alvo envolvendo cargos CLT´s
  • Perfil de Empresas:
    • Empresas Multinacionais e Nacionais;
    • Diversidade de setores e portes;
2016
  • 3.000 empresas convidadas
  • 3.000 profissionais convidados
  • Público-alvo envolvendo cargos CLT´s e Profissionais Liberais
  • Perfil de Empresas:
    • Empresas Multinacionais, Nacionais e Empresas Públicas;
    • Diversidade de setores e portes;

Objetivos

2014
  • Apresentação do Perfil de Empresas
  • Detalhamento das práticas e processos existentes e os impactos dos mesmos junto as empresas e a vida profissional
2016
  • Qual o universo existente no Brasil de trabalhadores remotos?
  • Apresentação do Perfil de Empresas e Profissionais praticantes
  • Detalhamento das práticas e processos existentes e os impactos dos mesmos junto as empresas e a vida profissional
  • Identificação das ferramentas tecnológicas utilizadas no exercício da prática
  • Percepções das empresas em relação ao estilo e ambiente de trabalho a ser adotado pelos profissionais praticantes do teletrabalho
  • Práticas adotadas pelas empresas e profissionais em relação a aspectos de mobilidade urbana

Temas Abordados

2014
  • Detalhamento da prática de home office nas empresas:
    • Elegibilidade;
    • Aspectos Legais;
    • Jornada de Trabalho;
    • Ganhos;
    • Custeio de Despesas;
  • Implantação da Prática
  • Utilização do espaço corporativo
2016
  • Detalhamento da prática de home office nas empresas:
    • Elegibilidade;
    • Aspectos Legais;
    • Controles Executados;
    • Jornada de Trabalho;
    • Ganhos;
    • Custeio de Despesas;
  • Aspectos Tecnológicos envolvidos
  • Percepção de Produtividade
  • Implantação da Prática
  • Custo de operação e seus benefícios
  • Utilização do espaço corporativo
  • Mobilidade Urbana:
    • Restrições e percepções da prática pelas empresas que não possuem Teletrabalho;
    • Prática utilizada por profissionais liberais – ganhos, aspectos tecnológicos e mobilidade urbana;

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>